Qual a cidade mais barata para alugar quarto e dividir casa na América Latina?

A cidade mais barata para alugar quarto na América Latina Roomgo Brasil

Hoje em dia está muito mais fácil transitar pelos países da América Latina, seja para estudar, trabalhar ou morar. Você está pensando em passar uma temporada em um dos nossos países vizinhos? Confira o estudo baseado em dados internos do Roomgo sobre qual a cidade mais barata para alugar quarto e dividir casa na América Latina!

No estudo, comparamos o preço médio dos aluguéis de quarto em várias cidades da América Latina para pessoas que desejam dividir casa. O conceito do flatsharing vem crescendo muito em toda a região, desde abril o Roomgo adotou a América Latina como primeiro mercado para adotar este novo nome mundial e também oferecer o serviço de anúncio de busca de quartos em casa compartilhadas.

Encontre quartos para alugar

A cidade mais barata para alugar quarto na América Latina

Os números apontam que Rosário, na  Argentina, é a cidade mais barata para alugar quarto na América latina, entre as grandes cidades da região. Em Rosário, os valores variam entre US$ 53 a US$ 215 dólares (por volta de R$ 201,00 a R$ 817,00 reais). Na outra ponta, está Santiago do Chile como a cidade onde é mais caro alugar um quarto em uma moradia compartilhada.  Na capital chilena, os preços variam de US$ 116 a US$ 870 (aproximadamente de R$ 440,00 a R$3.300,00 reais) por quarto.

A cidade mais barata para alugar quarto na América Latina Roomgo Brasil rio de janeiro cidade mais cara para dividir casa

No Brasil, a situação dos rommates é mais complicada financeiramente no Rio de Janeiro.  Quem deseja viver perto das belezas naturais e praias cariocas, desembolsa entre US$ 68 (R$ 260,00) e US$ 730 (R$2.774,00). Segundo Catalina Undurraga, country manager para México da Roomgo e responsável pelo estudo “além de dar um panorama sobre uma região estratégica, percebemos também o quão dinâmica é a composição de preços nos diversos países. Por exemplo, Cidade do México e Rio de Janeiro são a segunda e a terceira mais caras cidades do ranking, mas é possível encontrar nestes locais quartos com alugueis similares aos praticados em Córdoba na Argentina, que ocupa o segundo lugar entre as mais baratas”

O perfil de quem divide casa na América Latina

A análise dos dados revelou ainda que a pratica do compartilhamento  de casa é mais comum entre as mulheres. No Brasil, elas representam 65% do total dos usuários; 58% na Argentina e Chile; e 57% na Colômbia e no México. Sobre o perfil que quem opta pela moradia compartilhada, verificou-se também que eles são majoritariamente jovens (entre 25 e 34 anos), sendo mais da metade entre usuários argentinos e colombianos; 49% no México, 43% no Chile e 38% dos brasileiros.

O compartilhamento de moradia no Brasil

 O país conta com pouco mais de 2 milhões de usuários e é responsável por metade do faturamento da Roomgo na América Latina. Com cerca de 40% de seus consumidores concentrados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, o Brasil também produziu seu ranking das cidades mais caras e econômicas para se viver de forma compartilhada. No país, o estudo considerou a média dos aluguéis cobrados em cada localidade.

“Assim como no ranking da América Latina, em que notamos uma oscilação grande entre os preços praticados, no Brasil não é diferente. Nosso usuário pode encontrar preço praticados nas cidades mais caras, sendo cobrados por quartos nas cidades mais baratas” destaca a country manager para Brasil da Roomgo, Bruna Amaral.

5 cidades brasileiras mais caras para alugar um quarto

Confira a média do aluguel mensal nas cinco cidades brasileiras mais caras para alugar um quarto em moradia compartilhada.

  1. Rio de Janeiro – R$1.105,00
  2. Belo Horizonte – R$ 1.102,00
  3. São Paulo – R$ 976,00
  4. Florianópolis – R$ 813,00
  5. Niterói – R$ 779,00

Encontre quartos para alugar

Comentários do Facebook